29 de outubro de 2015

Mais uma vez... o machismo!

Secretaria de Mulheres do PSTU/Curitiba

Mais uma vez, nos deparamos com situações de machismo dentro de mobilizações dos trabalhadores e do movimento estudantil, o que afasta as mulheres dos espaços políticos e da luta, além de enfraquecer a militância das companheiras. 


Segue abaixo o relato de dois casos recentes de machismo com militantes da juventude do PSTU. Por isso, a Secretaria de Mulheres do PSTU vem repudiar as atitudes machistas que ocorreram com nossas militantes, e salientamos que essas práticas só dividem a classe trabalhadora e fortalecem a burguesia.
“No dia 18/09, após a Marcha dos Trabalhadores em São Paulo, um militante da juventude do PT se envolveu num conflito de rua. No acontecimento em questão, ao perceber que um homem estava sendo grosseiro com uma mulher trans, o militante defendeu o homem, que estava oprimindo a companheira explicitamente. Cientes do debate, nós interviemos na discussão, dizendo para o militante que ele estava errado, e então ele começou a ter atitudes agressivas – dentre elas o uso de sua força para segurar meu braço, me deixando imóvel. Além disso, afirmou que nós estávamos nos escondendo atrás das bandeiras LGBTs e oprimindo ele.”

“Em um CEB (Conselho de Entidades de Base)  da UFPR, tive minha fala cortada, aos berros, por um estudante de matemática industrial, que também é ativista da UJS (União da Juventude Socialista). Quando denunciei essa atitude, no momento da minha fala, ouvi risinhos abafados e suspiros de intolerância, além do próprio estudante revirar os olhos e dar de ombros. Não suficiente, ele passou por mim rindo, e disse que eu ainda não tinha visto ele sendo escroto.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores