14 de abril de 2015

Realidade X Fantasia: "Não queremos favores. Exigimos Respeito!"

Carmem Moreira (Carminha), trabalhadora do Hospital de Clínicas e militante do PSTU.

Desabafo de uma trabalhadora negra e pobre, que mora na periferia de Curitiba, após assistir propaganda partidária do Partido dos Trabalhadores (PT) na TV na semana passada.

_________________________________

Depois de um dia de trabalho cheguei em casa e liguei a televisão. No intervalo fiquei surpresa com uma propaganda do Partido dos Trabalhadores (PT). Até aí tudo bem, uma propaganda partidária. Porém, durante a propaganda observei uma chamada que me deixou indignada. Nela dizia que, graças ao PT, os negros e pobres poderiam entrar em aviões e universidades.

Aí me perguntei: a quem este governo serve? Qual realidade que ele vive? Pois eu não consegui entrar num avião e muito menos na universidade e me encaixo perfeitamente nestes critérios, sou negra e pobre.

Minha realidade é totalmente contrária daquela que o governo disse. Trabalho a 24 anos na mesma empresa, ganho R$ 860,00 por mês e estou ameaçada de demissão. Criei três filhos e nenhum deles conseguiu entrar na universidade apesar de minha dedicação. Hoje sou avó e me preocupo com o futuro dos meus netos também, porque ainda no Brasil, apesar das propagandas, não temos educação, saúde, segurança e transporte públicos e de qualidade.

Quando vejo reportagens dizendo que a maioria dos trabalhadores do país estão “fora da linha da pobreza” acho que vivo em um outro mundo.

Na minha realidade pessoas morrem na fila de espera, nos postos de saúde, os ônibus estão sempre lotados e com tarifas altas, persistem salários baixos e péssimos serviços públicos.  A educação é uma vergonha, não por causa dos profissionais, que muitas vezes tiram dinheiro do bolso pra garantir uma coisa ou outra e poder exercer suas funções com dignidade.

Apesar deste desabafo, sei que minha indignação vai persistir, pois enquanto tivermos governantes que fecham os olhos aos trabalhadores e se enchem de orgulho de falar que fizeram um favor aos pobres e negros, não avançaremos.


No programa de TV o PT fazia um chamado aos seu Congresso Partidário. Infelizmente não vão debater de que forma irão mudar a política que aplicam no Brasil. Mas sim, como farão para fazer com que os trabalhadores se convençam que o máximo que podem conseguir são migalhas, e o pior, devem ainda ficar agradecidos com isso.

O governo federal, dirigido pelo PT, não teve uma política de efetivação de direitos, mas de concessão de migalhas.

Nós, trabalhadores brasileiros - negros, brancos, homens e mulheres - estamos cansados desses governos e esta política suja de pão e circo. Parem de ver a classe trabalhadora como meros pedintes, os negros como escravos e as mulheres como submissas.

Não queremos favores! Exigimos direitos e respeito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores