5 de novembro de 2014

Sinditest se filia à CSP-Conlutas

A decisão de hoje é um importante passo rumo a unificação das lutas da classe trabalhadora, rumo ao socialismo 



Dia 04 de novembro de 2014 já entrou para a história do Sinditest com um dos mais importantes de sua história. Mais de 100 trabalhadores e trabalhadoras compareceram na assembleia hoje pela manhã no Hospital de Clínicas da UFPR e aprovaram por ampla maioria a filiação à CSP-Conlutas, Central Sindical e Popular. A CUT e CTB possuem representação na base do sindicato e foram convidadas, porém não comparecem para o confronto de ideias.

O Sinditest agora se junta às demais entidades, organizações e movimentos populares que lutam ombro a ombro, com independência política frente aos governos e os patrões. Para a diretora e presidente do Sinditest, Carla Cobalchini, esse importante passo dado pelos trabalhadores representa um avanço na organização operária. “A assembleia que realizamos hoje aqui confirma a certeza da nossa política, de que estamos no caminho certo, construindo a unidade com outros setores da classe que se colocam sempre de forma independente em relação ao governo, que vão para o enfrentamento, que fazem a defesa do trabalhador contra os patrões”, pontua Carla.

Segundo a diretora Marisa Ribas Arruda, da UTFPR de Medianeira, a filiação à Central Sindical e Popular é uma conquista e, sobretudo uma vitória do movimento, já que as centrais sindicais atreladas ao governo, como a CUT e a CTB, não representam os interesses dos trabalhadores. Marisa falou ainda que a atual gestão é de luta e que os representantes da UTFPR se comprometeram com ela exatamente por que buscam o mesmo caminho, de um sindicato combativo, que respeita a base, um sindicato em essência democrático.

Paulo Barela, representante da CSP-Conlutas, ressaltou que o Sinditest é um exemplo para outros movimentos e citou a forte luta travada contra a privatização do HC por meio da EBSERH no último período. “Aqui nós coroamos toda uma política que vem sendo desenvolvida pela diretoria, que é combativa, que é voltada pra organizar os trabalhadores pela base, com o compromisso da defesa dos interesses da categoria e dos trabalhadores de forma geral, que faz unidade com todos os setores e participa das mobilizações gerais da classe”.



O sindicalista apontou que com a filiação do Sinditest à CSP há um fortalecimento das lutas de todos os trabalhadores, já que terão que se preparar para enfrentar a crise econômica que se avizinha e a investida ainda mais áspera do governo e dos patrões sobre os direitos conquistados pela classe trabalhadora. “Ter um sindicato com uma combatividade como esse, que não só se preocupa com as reinvindicações imediatas do conjunto da categoria, mas se preocupa com projetos mais estratégicos que o sistema capitalista tenta impor pra classe trabalhadora, é um orgulho muito grande”, afirma Barela.

ASSISTA O VÍDEO

Fonte: ASCOM Sinditest

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores