4 de novembro de 2014

Que país é este? Professores são agredidos e reprimidos na Assembleia Legislativa do Paraná

O Presidente Valdir Rossoni do PSDB ordenou a repressão, vejam o vídeo do G1 ao final deste texto
Marcello Locatelli Barbato, pela direção do PSTU Paraná
Professor Ivan, que se recupera de cirurgia, é arrastado escada abaixo

Hoje, 4 de novembro, os professores e funcionários da rede estadual de educação, protestaram pacificamente na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), para tentar impedir o fim das eleições diretas e democráticas para diretores das escolas públicas estaduais. Infelizmente, a ampla maioria dos deputados votou para acabar com a democracia nas escolas, péssimo exemplo para toda a juventude do nosso estado e do país.

Mas esse não foi o único episódio absurdo neste triste capitulo da política paranaense. Não foram ouvidas as opiniões daqueles que vivem todos os dias nas escolas públicas do estado. Como tratores os deputados aprovaram o tema, sem discussão. Indignados com a falta de democracia com a comunidade escolar, após a votação, os manifestantes  (professores, alunos, pais e estudantes) fizeram ecoar a palavra de ordem: “Golpistas! Golpistas!”.  Foi aí que o Presidente da sessão deliberou a agressão.

Está tudo errado neste país, neste estado. Senhor Beto Richa, Senhor Valdir Rossoni, o povo do Paraná quer saber: por que tanta violência contra manifestantes pacíficos? Por que violência e truculência para retirar do parlamento aqueles que educam nossos filhos? Afinal, a ALEP não é chamada pelos senhores de “casa do povo”?

Colegas tentaram ajudar e também são agredidos
Repudiamos com todas as nossas forças esta violência e agressão absurdas! Exigimos a punição exemplar do Presidente Valdir Rossini, o vídeo mostra que ele foi o mandante direto da ação! Exigimos responsabilização do governador reeleito Beto Richa, que encaminhou esse projeto de lei absurdo, que prolonga por mais um ano o mandato dos atuais gestores de escola! Exigimos a prisão e demissão dos seguranças envolvidos! Revogação da lei que acaba com as eleições nas escolas! Chamamos todas as organizações sindicais, políticas e movimentos sociais dos trabalhadores a repudiar essa ação violenta e criminosa, essa também deve ser a atitude de toda a imprensa e meios de comunicação do Paraná.

Somos solidários a todos os trabalhadores agredidos! Entre eles, o professor Ivan Ramos Bernardo, militante do PSTU, que se recupera de uma cirurgia recente, e também uma professora que está com o braço gravemente lesionado. Ao todo foram quatro trabalhadores reprimidos.

Vídeo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores