8 de julho de 2013

NO PROCESSO DE LUTAS, UM CHAMADO AS MULHERES!

Da secretaria de mulheres- PSTU/Curitiba

A juventude foi às ruas de todo o país dar seu grito de descontentamento e mostrou a força que temos quando exigimos algo em conjunto. O movimento colocou em xeque os governos federal, estaduais e municipais que investem milhares na Copa ao invés de melhorar a vida dos que mais necessitam.
Tivemos várias vitórias, como a redução das tarifas de ônibus e o passe livre em várias cidades, transformar corrupção em crime hedindo, arquivamento da cura gay, entre outras. Porém, não podemos parar por aí! Temos ainda muitos motivos para lutar!

Precisamos agora que a classe trabalhadora leve cada dia mais as suas reivindicações para a rua. Hoje, nós temos um desafio, que é construir o 11 de Julho- Dia Nacional de Greves, Lutas e Mobilizações convocado pelas centrais sindicais, Central Sindical e Popular CSP- Conlutas entre outras, para fazer ecoar nosso grito no nosso local de trabalho, nas escolas, nas fábrica, nos hospitais, enfim pelo Brasil inteiro... Temos que falar com cada companheiro para se somar a esta luta e queremos aqui fazer um chamado especial às mulheres trabalhadoras!

As mulheres hoje são quase 50% da classe trabalhadora. Não conseguiremos nenhuma vitória sem as mulheres que trabalham ao nosso lado todos os dias. Devemos levar às ruas cada trabalhadora, que às vezes não vai para a luta, por causa dos muitos afazeres em casa, do cuidado com a família ou simplesmente tem vergonha pelo fato de ser mulher.

As mulheres são educadas no machismo, que faz com que, na nossa cabeça, dia a dia é colocada a ideia de que somos inferiores, que lugar de mulher é em casa ou “pilotando” o fogão. Muitos homens trabalhadores pensam do mesmo jeito, não vendo na sua companheira em casa ou no trabalho uma aliada para a luta. Devemos mudar isso, devemos estar lado a lado mulheres e homens trabalhadores, com as nossas pautas de luta, inclusive as reivindicações específicas de mulheres, como o direito de salário igual ao do homem para a realização do mesmo trabalho!

No dia 11 de Julho, nas greves e manifestações lugar de mulher é na luta!
Levemos junto as bandeiras das mulheres e da classe trabalhadora lado a lado!

Por isso, o PSTU reivindica:

- Construir as pautas da classe junto com a das mulheres!
- Trabalhadores e trabalhadoras unidos na luta!
- Pelo fim de qualquer tipo de opressão e exploração!
- Salário igual para trabalho igual!
- Chega de violência contra a mulher!

Venha conhecer o PSTU.
Tome partido, filie-se!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores