29 de setembro de 2012

Faça parte da mudança, vote no PSTU!


por Bruna Imai
Em tempo de eleição, acirram-se as discussões sobre política e o próprio processo eleitoral, trazendo consigo a caducada repetição dos mitos eleitorais que já se tornaram praticamente parte de nossa cultura.
Um dos mais repetidos é o popularmente chamado "voto útil", uma das piores tradições da política brasileira. Trata-se de uma expressão de conformismo com a realidade atual, buscando alternativa dentro dos partidos dominantes. Um voto nestes, é um voto no programa da direita, a mesma que, quando eleita, governará para os ricos.
Votar em um candidato a prefeito "viável" e "menos ruim", apenas pra desbancar aquele que é uma bosta, entra na lógica do conformismo, como se nada nunca pudesse mudar. Entra na lógica de aceitar a exploração, o machismo, a homofobia, o racismo e todas as outras formas de opressão.
O seu voto em um partido de esquerda não será “queimado”, na verdade será extremamente útil. Ele representa a sua indignação com esse sistema eleitoreiro vergonhoso, injusto e corrupto, onde quem tem mais $$ vence. Também mostra que os que não se conformam estão crescendo!
Os partidos que mais aparecem no horário eleitoral, que têm maiores números de candidatos(as) e que gastam fortunas com os marqueteiros de suas lindas campanhas “hollywoodianas”, são financiados por grandes empresas. E como qualquer empresa depende de lucro, após as eleições a dívida acumulada na campanha é cobrada através de privilégios em licitações e parcerias público-privadas. Além de incentivos fiscais e outras formas de desviar dinheiro público que acaba na cueca de alguém em Brasília ou tornando alguns prefeitos milionários em apenas 4 anos. Assim, a manutenção da configuração da nossa realidade continuará favorecendo os poderosos. Trabalhadores e oprimidos só pagam a conta.
Outra argumentação que precisa ser revista é a de que “não votamos em partidos, votamos em pessoas”. O voto é direcionado a seu (sua) candidato(a), mas esta mesma pessoa não “representa” apenas os seus interesses, representa os interesses do partido do qual faz parte e, principalmente, os de quem financiou a sua campanha durante as eleições.
Dentre as alternativas mais coerentes que figuram durante este processo está o PSTU. O PSTU tem orgulho de apenas se utilizar do dinheiro de doações dos trabalhadores e militantes que têm acordo com as nossas propostas. Não ter o rabo preso com ninguém faz com que possamos exprimir os verdadeiros anseios e necessidades de quem não tem voz e de não termos censura em nossa programação e debate. Não mudamos nossa opinião sobre qualquer assunto “polêmico” para agradar aos interesses dos poderosos.

Faça parte da mudança, vote no PSTU. No dia 07 outubro, vote 16!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores