24 de agosto de 2012

Entrevista de Avanilson Araújo à Band News FM

Avanilson Araújo 16
Candidato a prefeito de Curitiba
Nesta quinta-feira, 23/08, Avanilson Araújo foi entrevistado pelos jornalistas da Band News FM. Na entrevista, Avanilson destacou a necessidade de reverter a lógica dos gastos do orçamento que atualmente privilegiam as regiões centrais da cidade. O candidato do PSTU mencionou os dados da pesquisa da ONU, divulgados esta semana, que indicam que Curitiba é 6ª cidade mais desigual da América Latina, apresentando que, para reverter este quadro, é necessário romper com a forma que se governa hoje.

Avanilson destacou que um dos eixos centrais de campanha do PSTU é enfrentar o caos na Saúde Pública.: "Estamos propondo 20% do orçamento da prefeitura para que sejam gastos exclusivamente com a saúde pública. Isto significa  romper com os contratos de terceirização, investir esta verba pra re-equipar a saúde pública, para fazer contratação de profissionais por concurso público, para ter valorização da carreira  e para ter um serviço de qualidade para a população".

Outro desafio apontado por Avanilson é enfrentar o problema da moradia popular pois, atualmente, mais de 75.000 famílias aguardam na fila da COHAB que, ao invés de garantir a moradia digna aos trabalhadores, funciona como uma verdadeira imobiliária financiando para quem já possui recursos.

Ao final da entrevista, o candidato do PSTU aponta que não é possível que uma cidade tão rica quanto Curitiba, com o 4º maior PIB do país, tenha tantos problemas sociais. Um exemplo das desigualdades sociais está na falta de 23.000 vagas nas creches curitibanas, segundo estimativas do Ministério Público. A falta destas vagas se dá nos bairros da periferia, onde as mulheres trabalhadoras não têm onde deixar os seus filhos. "O grande desafio é: como é possível inverter para quem se governa em Curitiba? Para isso, é preciso ter um programa ousado, que enfrente os interesses dos grandes grupos econômicos que hoje dominam a cidade", argumenta Avanilson.

Ouça a entrevista no link da BandNewsFM: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores