15 de julho de 2012

NOTA DO PSTU EM REPUDIO A CARLOS RAMALHETE, COLUNISTA DA GAZETA DO POVO


Mariane de Siqueira
Presidente do PSTU – Curitiba e candidata a vereadora
Karen Capelesso
Pela Secretaria de Mulheres do PSTU - Curitiba

Nós, da Secretaria de Mulheres do PSTU Curitiba, viemos manifestar nosso total repúdio e indignação à nota machista veiculada nesta quinta-feira (12/07), pela Gazeta do Povo, intitulada “Gambas e alcatras”, escrita pelo colunista Carlos Ramalhete.
O PSTU apoia e participa da Marcha das Vadias, movimento que é legítimo por suas pautas, denunciando a violência à mulher, as milhares de mortes por abortos clandestinos e a falta de investimentos de recursos em políticas públicas específicas à mulher. Neste sábado (14/07), a partir das 10 horas, no Passeio Público, estaremos tod@s junt@s marchando contra o machismo enraizado nessa sociedade desigual e exploradora.
Posicionamentos como desse colunista dão respaldo às atitudes mais machistas e lamentáveis que as mulheres sofrem cotidianamente. É um absurdo que temos que ler em um jornal de tamanha repercução como a Gazeta do Povo, comparando as mulheres que lutam por dignidade e respeito como “carcaças de gambas atropelados no asfalto”. Se, para o colunista, ser “mulher”, ser “alcatra” (na pior comparação o possível de mulher como um pedaço de carne), nós, mulheres e homens militantes do PSTU nos somamos e dizemos:  “SOMOS TOD@S VADI@S”!!! Ser “vadia” nesse sentido é dizermos que somos lutadoras, que dizemos não à violência à mulher, não à desigualdade do salário entre os genêros!
O colunista Carlos Ramalhete só tem um objetivo com a tal nota: CRIMINALIZAÇÃO DA LUTA DAS MULHERES!!! Este artigo reflete e sustenta uma Curitiba que faltam 23 mil vagas em creches públicas para as mães trabalhadoras, um Estado que está no 3º lugar no ranking de violência a mulher e um Brasil onde ocorre um assassinato feminimo a cada 2 horas, ocupando a 7ª posição em feminícidios no mundo!
Se Carlos Ramalhete, a Gazeta do Povo, o Prefeito de Curitiba Luciano Ducci (PSB/PSDB), Beto Richa (PSDB) e o Governo de Dilma Houssef (PT) não se escandalizam com esses dados o PSTU se indigna e vai às ruas junto com todas essas lutadoras!
Por isso fazemos questão de convidar a todos os homens e mulheres que desejam uma sociedade sem machismo e exploração a nos somar a esta luta:
TOD@S À MARCHA DAS VADIAS, 14/07, 10:00 hras, NO PASSEIO PÚBLICO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores