25 de março de 2012

PSTU leva caso da desocupação no Sabará à Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Paraná

Forte esquema policial se prepara para 
iniciar o despejo de centenas de famílias
No dia 12/03, centenas de famílias foram despejadas de suas moradias no Jardim Sabará, localizado na Cidade Industrial de Curitiba. Os governos municipal e estadual não deram nenhuma resposta às reivindicações dos moradores, agindo apenas com violência policial.

Na última quarta-feira, dia 21/03, alguns dos moradores que foram despejados, montaram barracas no Centro Cívico, próximo à prefeitura de Curitiba, em protesto contra a forma truculenta com que a prefeitura de Luciano Ducci e o governo estadual de Beto Richa agiram na desocupação. Este protesto busca abrir com os poderes públicos um canal de negociação e dar visibilidade ao drama social das milhares de famílias curitibanas que não possuem moradia digna e que há anos esperam na interminável fila da Cohab. As famílias exigem que a prefeitura e o governo estadual agilizem a destinação de casas pela Cohab ou que liberem o terreno da CIC para que possam voltar ao local de onde foram despejadas.

O advogado do movimento e membro da direção estadual do PSTU, Avanilson de Araújo, aponta que não existe nenhuma política do poder público para regularização dos vários assentamentos que existem em Curitiba e em todo o Paraná. Avanilson destaca que "a luta por moradia é justa e digna. Há vários anos o povo que vive na região do Sabará espera pela regularização da área, a Cohab promete, enrola e nunca cumpre".


Está marcada para esta segunda-feira, dia 26/03, uma reunião ampliada da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Paraná, para que os governos prestem esclarecimentos sobre a ação policial no Jardim Sabará. A reunião começará às 9h00, contando com a presença dos moradores do local e do advogado do movimento.




Um comentário:

  1. Olá, gostaria de agredecer o PSTU e o adv. AVANILSON pelo excelente trabalho realizado em nossa comunidade, e dizer q faremos o possivel e impossivel, para q as autoridades cabiveis faça o que de FATO é LEI. não queremos nada além do que é nosso direito.
    FICA AQUI MEU ABRAÇO PARA TODOS DO PSTU E PRINCIPALMENTE AO DOUTOR AVANILSON.

    ResponderExcluir

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores