16 de dezembro de 2011

Vereadores de Curitiba dão aumento salarial a si próprios, enquanto a cidade e os serviços públicos estão abandonados


PSTU-CURITIBA
16 de dezembro de 2011
-------------------------------------------------------------------------------------

Novamente, os vereadores de Curitiba são notícia na imprensa e nas rodinhas de conversa do povo pelas ruas da cidade. E, mais uma vez, a notícia é sobre como eles só pensam em si mesmo. Há meses, a cidade vem assistindo a uma sequência de denúncias contra vereadores por favorecimentos a familiares e a si próprios. Agora, no final do ano, eles tentam aprovar um aumento salarial a si próprios, enquanto isso, ao mesmo tempo, vemos os serviços públicos municipais cada vez mais abandonados e sucateados.

No final de semana, órgãos de imprensa da cidade publicaram pesquisas onde mais de 80% da população se diz insatisfeita com os atuais vereadores. 
O PSTU-CURITIBA vem a público manifestar seu repúdio ao aumento salarial dos vereadores e chamar a população, que também está indignada, a se manifestar contra estes vereadores.

Os serviços públicos e seus trabalhadores estão abandonados

As horas de espera nas Unidades de Saúde para atendimento têm gerado até confronto físico entre a população e os servidores, conforme caso registrado pela imprensa na Unidade de Saúde do Sitio Cercado, uma das maiores do município, no mês de novembro passado. Neste mesmo bairro, um dos maiores bairros populares de Curitiba, boa parte das ruas (das que têm calçada, pois muitas não têm) estão mal conversadas, fazendo com que a população divida as ruas com os carros. Da mesma forma, no transporte público, o caos se repete, com ônibus lotados em qualquer horário do dia.

Servidores em luta: um exemplo à classe

Enquanto isso, os trabalhadores na Saúde municipal estão em luta pela jornada de 30 horas para todos, já que a prefeitura aprovou um projeto na câmara corrupta, onde 1/3 dos servidores na Saúde não terão este direito. 
Motoristas e cobradores também estão em luta contra a proposta rebaixada apresentada pelas empresas em conjunto com a prefeitura que administram o transporte publico da Região metropolitana.

Por tudo isso, o PSTU-CURITIBA defende:

-Perda do mandato e prisão dos vereadores envolvidos em escândalos de corrupção e confisco dos seus bens;

-Serviços públicos gratuitos e de qualidade;

-Jornada de 30 horas para todos os trabalhadores na Saúde municipal;

-Por um aumento salarial decente aos trabalhadores do transporte público, por mais contratações e pagamento das horas extras;

-Por um transporte público barato e de qualidade.


-------------------------------------------------------------------------------------

Um comentário:

  1. O SINDIMOC será multado em cem mil reais por dia se o transporte coletivo não voltar as atividades. Pois bem porque não retornar com as catracas livres ou seja passagem gratuita para todos, enquanto não decidirem o reajuste de salário da classe. Aliás se os veradores merecem 28 por cento em seus gordos salarios por que motoristas e cobradores e otras categorias como servidodes municipais tem que sobreviver com uma merreca...

    ResponderExcluir

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores