19 de agosto de 2010

O PSTU está do lado dos trabalhadores nas eleições. O PT não.

Por Marcello Locatelli Barbato
Da direção estadual do PSTU
Em 18/08/2010

Com o início da propaganda eleitoral gratuita, na TV e no rádio, os trabalhadores conhecerão melhor os candidatos e terão a oportunidade de analisar de que lado estão. Pensem nos shows e gastos com a propaganda eleitoral! Eles não dizem claramente, mas o fato é que as milionárias campanhas dos partidos dos ricos, das grandes coligações estão comprometidas com os grandes proprietários de terra, o agronegócio e com os grandes industriais. Por isso recebem milhões destesempresários, que são retribuídos eleição após eleição. Aos partidos de esquerda, que representam a nossa classe como nós, restam pouco tempo de TV
e Rádio, a exclusão dos debates [como acontece com Zé Maria nosso candidato operário e socialista à presidente] nacionais e estaduais, como demonstra a postura da globo e rede massa, que não convidaram nosso candidato ao governo Avanilson.
Mesmo com as dificuldades e falta de democracia, que enfrentamos nas eleições, vamos trabalhar para fazer uma campanha construída pelos companheiros e companheiras, militantes e apoiadores de nossas candidaturas, que acreditam que é possível aproveitar o pouco espaço e recursos dos quais dispomos, para apresentar um programa, uma alternativa socialista e classista nestas eleições. Nossos recursos vêm, com muito orgulho, daqueles e daquelas que nos apóiam e são trabalhadores, porque não aceitamos dinheiro de empresas e empresários, para poder manter a independência política e programa que defendemos.
Nosso candidato à presidência não está nos debates, mesmo sendo o 4º nas pesquisas. A imprensa quer fazer aparecer apenas 4 candidatos, por isso cria [força pela propaganda cotidiana] a idéia de que estes são os 4 principais. Nós não concordamos com isso. Queremos a ajuda e participação de todos que defendem a verdadeira democracia, que querem pelo menos defender o direito que temos de apresentar nosso programa para o povo trabalhador. Junte-se a campanha “Queremos Zé Maria nos debates” e divulgue amplamente este protesto.

O PT se aliou à OSMAR DIAS e ao Agronegócio

Lembramos bem o que significou o governo de Álvaro Dias. Foram fortes ataques ao serviço público, principalmente ao funcionalismo público, como bem explicitou o uso da cavalaria contra a greve dos professores em 1988. Osmar deixou claro no debate da Band, realizado no último dia 12 de agosto, que “É uma brincadeira de quem não conhece o nosso estado querer colocar na minha testa aquilo que não sou [defensor do MST]”, afirmando ainda que “o direito de propriedade deve ser respeitado” 1. Para nós do PSTU ele não mentiu e não disse nada que nos causasse surpresa, de fato, Osmar representa os grandes proprietários de terra e o Agronegócio. Esta é a classe com a qual o PT de Lula se aliou.

BETO RICHA é a volta das privatizações de LERNER

Os servidores públicos de Curitiba foram os que mais sentiram na pele a política de Beto para os trabalhadores. A vitória dele representa a volta de Lerner, que quando governador, atacou duramente os servidores, onde o maior exemplo foi a política de arrocho salarial. Os trabalhadores das universidades estaduais realizaram uma greve histórica que foi duramente atacada por Lerner. Esta também foi a época em que as privatizações avançaram no Paraná, a exemplo do Banestado, da Telepar e tentativa de venda da Copel. Não queremos isto de volta. Por isso, temos candidatos socialistas.

Avanilson representa o programa classista e socialista do PSTU

Vamos disputar as eleições e queremos os votos de todos aqueles e aquelas que acreditam e apóiam um programa socialista que defenda os interesses de nossa classe: dos operários, dos servidores públicos; da juventude; das mulheres, dos negros, dos homossexuais, dos sem terra e demais movimentos sociais. O voto consciente representa a clareza de todos que estarão nas lutas que virão, por isso é importante. Acreditamos que somente a luta e mobilização da classe trabalhadora é capaz de realizar as verdadeiras e profundas mudanças na sociedade a favor da maioria do povo trabalhador. Todas as conquistas de nossa classe vieram através da luta, nada veio de boa vontade e “preparo para vida pública”, como dizem os representantes dos ricos. Nossa classe é capaz de governar seu destino, do jeito dela, a experiência disto a história forjará e
aperfeiçoará.No debate da Band, o mesmo que participou Osmar, Avanilson foi o destaque reconhecido, até
mesmo, pela imprensa burguesa. Foi à candidatura que defendeu: a Reestatização das empresas privatizadas sob controle democrático dos trabalhadores, a começar pela reestatização do Banestado [banco estatal privatizado]; Copel e Sanepar 100% estatais para reduzir á metade as tarifas de água e luz; dobrar o salário mínimo e aumentar as aposentadorias de acordo com o salário mínimo; fim do banco de horas; redução da jornada para 36 horas semanais, para gerar mais empregos; lei pela estabilidade no emprego; reforma agrária com expropriação do latifúndio sob controle dos sem terra; estatização do agronegócio para produzir alimento barato para o povo; parar de pagar as dívidas inetrna e externa, que já foram pagas muitas vezes, para dobrar os investimentos nas áreas sociais [moradia popular; educação e saúde pública, lazer e cultura]; contra a opressão de negros, mulheres e homossexuais.
Estes pontos e demais propostas socialistas precisam ser defendidos e apoiados nas eleições
Esta é garantia de que poderemos unir os lutadores a favor das bandeiras necessárias à nossa classe. Venha construir e apoiar nossas candidaturas. As candidaturas do PSTU. Conheça nosso programa nacional e estadual em www.pstu.org.br ou www.zemariapresidente.org.br. Apóie quem representa o programa socialista elaborado deste o olhar e interesse da classe trabalhadora.

[1] Gazeta do Povo em 13/08/2010. veja em http://www.gazetadopovo.com.br/votoconsciente/conteudo.phtml?
tl=1&id=1035390&tit=Heranca-do-lernismo-pauta-o-primeiro-debate-na-televisao

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores