19 de julho de 2010

EM DEFESA DA REFORMA E DA REVOLUÇÃO AGRÁRIA CARTA AO MST CANDIDATURAS SOCIALISTAS

Nas eleições de 2010, a maioria dos trabalhadores tem medo da volta da direita, do PSDB de José Serra. Nós também. Todos se lembram dos desastres das privatizações e dos ataques aos trabalhadores do governo FHC, apoiadas por Serra. Mas mesmo os que apóiam Dilma e Lula sabem que o país não mudou de verdade. Nossos salários continuam terminando antes do mês, nossos empregos vivem ameaçados e precarizados, o ritmo de trabalho é infernal nas empresas.

Isso acontece porque os bancos e as multinacionais continuam mandando no país, tanto no governo Lula como no de FHC. E para mudar nossos salários e empregos, é preciso romper com isso. Não se pode somente comparar Lula com FHC, mas encarar a necessidade de mudar o país, atacando os grandes lucros dos patrões, o que Lula, infelizmente, também não fez.

Aqui no Paraná, não é diferente, nesses oito anos de Governo Requião/Pessuti (PMDB) nenhum dos problemas fundamentais dos trabalhadores e da juventude foi resolvido em nosso Estado. Os pedágios continuam existindo e obtendo lucros cada vez maiores. A reforma agrária retrocedeu e milhares de famílias permanecem acampadas e sendo despejadas pela polícia militar do Estado, sob as ordens de Requião e Pessuti. Não existe por parte do governo nenhum programa de habitação popular que atenda a necessidade de quase 300 mil moradias, segundo dados do próprio governo.

Isso é assim, porque da mesma forma que o governo Lula, embora faça um discurso de que atende os trabalhadores e de que está preocupado em governar para eles, as ações do Governo Estadual estão voltadas a atender os interesses dos empresários e capitalistas.

No Paraná, as alianças políticas confirmaram a formação de blocos que serão financiados e atenderão interesses de grandes empresas e bancos. Nenhuma dessas candidaturas representará os interesses dos trabalhadores e da juventude. O PT fechou uma aliança política e eleitoral com o Senador latifundiário, Osmar Dias (PDT), que é um dos principais representantes do agronegócio e em várias outras eleições estava aliado ao PSDB, que lançará Beto Richa.

Os socialistas têm uma tarefa fundamental nesse processo: apresentar uma alternativa política para os trabalhadores e a juventude no Paraná, para que possamos dialogar sobre os principais problemas que enfrentamos, para discutir que é possível e necessário construir um governo dos trabalhadores, um governo socialista que esteja a serviço de nossa classe e de nossas lutas.

Apresentamos com o orgulho as candidaturas socialistas e dentre elas, do camarada Avanilson Araújo. Avanilson Araújo, dirigente estadual do PSTU, advogado da CONLUTAS-CSP no Paraná, presidente do PSTU em Maringá e professor universitário. Avanilson milita como advogado nas greves e lutas populares. Foi advogado do MST, no período do Governo Lerner, em que o movimento sem terra foi brutalmente criminalizado e perseguido, quando atuou na região de Querência do Norte, junto com os companheiros sem terra foi também agredido e ameaçado de morte pela PM do Paraná. Mas, ao contrário de outros que abandonaram a luta, seguiu firme na defesa da reforma e da revolução agrária e mesmo não sendo mais advogado do movimento continuou apoiando suas lutas, como na região de Jacarezinho, ou nos atos e mobilizações organizados pelos companheiros da Escola Milton Santos.

Avanilson e todos os candidatos socialistas do PSTU defenderão: Reforma agrária já
As grandes empresas do agronegócio controlam o campo brasileiro, produzindo para exportação. Enquanto isso, o povo brasileiro paga caro pelos alimentos ou passa fome. Milhões de sem terras são expulsos do campo.

Nós propomos estatizar as grandes empresas do agronegócio para produzir, em primeiro lugar, alimentos
baratos para o povo. Reforma agrária já sob controle dos trabalhadores rurais.

Por essas razões apresentamos as candidaturas dos socialistas e fazemos um chamado especial aos companheiros e companheiras do MST e de todos os movimentos populares do campo e da cidade a apoiarem nossos candidatos e construírem conosco um programa socialista para os trabalhadores e a juventude do Paraná e do Brasil.

ZÉ MARIA PRESIDENTE - Contra burguês, vote 16
Operário e socialista dessa vez!

Nem Beto, Nem Osmar,
Por uma alternativa socialista dos trabalhadores:
AVANILSON – Governador vote 16!

CANDIDATURAS SOCIALISTAS:
Timossi – Senador 160
Mariane – Deputada Federal 1616
Rodrigo – Deputado Estadual 16000
Claudinha - Deputada Estadual 16100

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião!

Marcadores